PROJETOS DE VIRTUALIZAÇÃO

Os projetos de virtualização da Beltis podem ser realizados em conjunto e separadamente em estrutura de servidores e desktops

A Virtualização de Servidores surgiu como resposta ao desafio de equilibrar as aquisições e expansões de ativos de hardware, necessários para suportar o crescimento dos negócios, dentro do orçamento disponível, quase sempre traduzido em redução de custos. Com a virtualização, cada servidor físico se torna um servidor virtual rodando seu aplicativo e compartilhando os recursos de CPU, memória, disco e rede com outros servidores virtuais hospedados no mesmo servidor físico.

A virtualização permite a consolidação de servidores e garante um elevado grau de disponibilidade a todos os aplicativos simultaneamente.

As versões mais recentes de Softwares de Virtualização são capazes de manipular uma grande quantidade de núcleos de CPU, de memória e de interfaces de redes, o que permite criar-se máquinas virtuais com maior volume de memória e de quantidade de processadores virtuais. Vários clientes da Beltis confiam na Virtualização para suportar suas aplicações mais críticas.

A Beltis possui know-how no dimensionamento, instalação e customização de infraestrutura de TI para a criação de ambientes virtualizados utilizando plataformas VMware vSphere ou Microsoft Hyper-V, assegurando a seus clientes um elevado grau de serviço, com grande valor agregado e sem riscos para a operação.

Virtualização de Desktops

Trata-se de uma tecnologia de virtualização que permite a criação de uma máquina virtual para cada usuário. Assim, as máquinas virtuais são gerenciadas por um software de virtualização (hypervisor). O conjunto Hypervisor+Desktops Virtuais roda em um conjunto de servidores destinados exclusivamente para este fim.

O usuário interage com um desktop virtual da mesma forma que usaria um desktop físico, com a vantagem de poder acessar remotamente, através de rede, sua área de trabalho a partir de qualquer localização. O dispositivo utilizado para acessar o desktop virtual pode ser um desktop físico, um thin client ou um tablet.

Com o crescimento do uso de dispositivos móveis (tables e smarthones) através do tendência BYOD (Bring Your Own Device), e o aumento das possibilidades de conexão (Wi-Fi, 3G/4G, etc) a virtualização de desktops e aplicativos tem sido impulsionada rapidamente.

Também há a virtualização através de aplicações, onde os usuários compartilham um servidor com um sistema operacional que cria uma instância de aplicação para cada usuário. Este tipo de solução é bastante eficaz para ambientes que não tem muita variação de perfil de usuário, todos usando os mesmos aplicativos disponibilizados e sistema operacional disponibilizados pelo servidor.

Vantagens:

• Segurança: Os dados não trafegam pela rede externa da empresa, o que trafega são apenas os dados de controle e os "pixels" que formam a tela da aplicação. Maior facilidade de backup, rapidez na aplicação de patches de segurança, e maior proteção contra a entrada de vírus.

• Mobilidade: Usuários podem acessar de qualquer localidade através da Internet, utilizando dispositivos móveis.

• Redução de Custos Operacionais: A redução de custos se dá principalmente na administração e suporte de TI, principalmente porque não há mais necessidade de se instalar aplicações e sistema operacional em cada equipamento de usuário. O usuário é exposto somente às aplicações autorizadas para o seu perfil e com isso há uma diminuição dos chamados de help desk para suporte.

• Provisionamento rápido: Um desktop virtual é criado em minutos, ao passo que um desktop/notebook físico, com sistema operacional e aplicações, pode demorar dias para chegar ao usuário final.

A Beltis tem auxiliado vários clientes em seus projetos de virtualização, através da consultoria, projeto, venda e implementação de projetos com soluções da VMware e Microsoft.