Case LBV

1. O cliente

Fundada em 1º de janeiro de 1950 pelo poeta e radialista Alziro Zarur, a Legião da Boa Vontade (LBV) tem como diretor-presidente José de Paiva Netto. A LBV é uma associação civil de direito privado, beneficente, filantrópica, educacional, cultural, filosófica, ecumênica, altruística e sem fins econômicos, reconhecida no Brasil e no exterior por seu trabalho nas áreas da educação e da assistência social. Atua em prol de famílias de baixa renda, somando ao auxílio material os valores da Espiritualidade Ecumênica.
Nessas mais de seis décadas, o ideal de Boa Vontade inspirou também a atuação da LBV da Argentina, da Bolívia, dos Estados Unidos, do Paraguai, de Portugal e do Uruguai, nas quais as atividades são mantidas graças a doações da população local.

2. A Descoberta / O percurso

Através de parceria homologada (Planus/HP) a Beltis foi acionada para atividades de infraestrutura de voz, dados e elétrica na LBV.

3. O Desafio

Outros dos mais desafiadores projetos da Beltis, com a interligação de unidades em um dos bairros mais movimentados de São Paulo.

4. A Implementação / A solução

Planejamento com o fornecedor dos ativos (Planus/HP), Beltis e LBV, definiu o cronograma das atividades, bem como, as prioridades estabelecidas pelo cliente.

Seria um projeto padrão de cabeamento estruturado (voz e dados), além de elétrica, se não fosse pelo adendo de interligar as unidades da LBV através de fibra ótica numa distância de 1400m num dos bairros mais movimentados de SP.

5. Os Resultados

Satisfação do cliente, inclusive com agradecimentos do Diretor de TI da LBV.